Cookies

Usamos cookies para fazer nosso website funcionar melhor e aprimorar a sua experiência online. Ao continuar a navegação neste website, você aceita o uso de cookies, saiba mais sobre cookies e nossa política de privacidade.

Produtos sustentáveis

A Audi adota uma abordagem holística para o desenvolvimento de produtos sustentáveis. Contamos com um amplo portfólio de tecnologias alternativas para tornar a mobilidade mais ecológica.

e-mobility.png

Mobilidade Elétrica

A marca dos quatro anéis lançou sua ofensiva de eletrificação para coincidir com a estreia mundial do Audi e-tron. No entanto, a mobilidade elétrica só é significativa e sustentável quando a eletricidade foi produzida de forma sustentável.

A missão da Audi é impulsionar a sustentabilidade em seus veículos e serviços ao longo de toda a cadeia de valor. Para isso, o Grupo conta com o desenvolvimento de novas tecnologias de acionamento e, como parte de sua abordagem integrada à mobilidade elétrica, também está avançando no desenvolvimento de tecnologias de carregamento e infraestrutura de carregamento. A gama de sistemas em que estamos trabalhando permitirá que nossos clientes carreguem seus veículos com energia renovável de infraestrutura privada e pública. Para oferecer uma infraestrutura de carregamento abrangente, estabelecemos uma joint venture com outros fabricantes de automóveis: a IONITIY GmbH fornece estações de carregamento de alta potência e alta velocidade às principais rodovias da Europa. Mais de 300 estações já foram instaladas ao longo das principais rotas da Europa e várias outras estações estão em construção. As estações permitem uma redução significativa nos tempos de carregamento em comparação com as soluções de carregamento existentes. Além disso, com o nosso novo serviço de carregamento e-tron, que coincidiu com o lançamento no mercado do Audi e-tron, fornecemos acesso a cerca de 80% de todas as estações de carregamento públicas na Europa. Atualmente, isso corresponde a mais de 72.000 pontos de carregamento no total.

gas-alternativo

O que é o projeto Audi e-gas e como funciona o circuito de e-gas?

Em cooperação com vários parceiros de projeto, a Audi desenvolveu um combustível inovador, o Audi e-gas, e em 2013 colocou em operação a primeira usina industrial de energia a gás do mundo com sede em Werlte (Emsland, Baixa Saxônia) para produzi-lo. Audi e-gas é metano sintético e é gerado a partir de energia renovável, água, CO₂ e resíduos. Isso o torna um combustível sintético e sustentável que pode ser armazenado na rede de gás natural e utilizado em veículos movidos a GNV, como nossos modelos g-tron. Hoje, todos os combustíveis sintéticos à base de eletricidade são fabricados com base no princípio da síntese de hidrogênio e CO₂ gerados de forma renovável que a Audi converteu em prática industrial pela primeira vez em Werlte. Estudos científicos comprovam que esses e-combustíveis são uma tecnologia-chave importante para alcançar as metas do Acordo Climático de Paris.

fontes renovaveis

Combustíveis renováveis

Há vários anos, a Audi pesquisa combustíveis à base de CO₂ ecologicamente corretos - os e-combustíveis da Audi, como e-gas, e-gasoline e o diesel, e-diesel, que também é produzido sinteticamente. Na produção destes combustíveis a partir de água e dióxido de carbono (CO₂), é ligada exatamente a quantidade de CO₂ emitida durante a combustão. A fábrica de e-gás da Audi em Werlte (norte da Alemanha) produz hidrogênio e metano sintético que podem ser armazenados e transportados na rede de gás natural. Isso significa que a energia verde é acessível mesmo em momentos em que há pouca energia eólica, solar ou hidrelétrica disponível.

1 O veículo mostrado é um veículo-conceito que não está disponível para produção em série.
2 O veículo mostrado é um veículo-conceito que não está disponível para produção em série. As funções de condução autônoma mostradas são tecnologias ainda em desenvolvimento; elas não estão disponíveis para veículos produzidos em série e só funcionam dentro dos limites do sistema. Todos os usos possíveis de sistemas técnicos e funções mostrados representam apenas um possível conceito e dependem de regulamentações legais em cada país.